sexta-feira, 1 de julho de 2011

A Blasfêmia contra o Espírito Santo


“Portanto vos digo: Todo pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada. Se alguém disser alguma palavra contra o Filho do Homem, isso lhe será perdoado; mas se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste mundo, nem no vindouro.” 
(Mateus 12.31-32)
Poucos tópicos bíblicos geram mais discussão do que o pecado contra o Espírito Santo. Todos parecem saber que esse tipo de falta é imperdoável, mas as opiniões diferem amplamente quanto ao que ele é.
Há quem diga que é o suicídio, uma vez que nosso corpo é templo do Espírito. Outros preferem dizer que é o adultério, pois os cônjuges estariam negando uma união abençoada por Deus. E por aí vão as divagações.
O que se tem certeza é de que, para quem comete este pecado, conforme disse Jesus, não há perdão, sendo tal pessoa acusada de cometer pecado eterno.
“Mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca mais terá perdão, mas será réu de pecado eterno.” (Marcos 3.29)
Antes de mais nada, cabe saber o significado da palavra “blasfemar”. Nada mais é do que injuriar, caluniar, insultar alguém.
Daí, a chave para desvendar qual tipo de erro é o pecado contra o Espírito fica em entender que a blasfêmia é um pecado que só pode ser feito por meio de palavras. Ela configura numa declaração sua contra a pessoa de outrem, no caso, o Espírito Santo. É um pecado que você comete com a sua boca ou escrevendo-o. Assim sendo, é um pecado verbal.
A blasfêmia contra o Espírito Santo tem a ver com o dizer algo contra Ele.
Trata-se de atribuir a ação do Espírito Santo a Satanás, ou igualando ambas ao mesmo patamar. Exemplo disso foi o que os fariseus praticaram quando Jesus realizou alguns milagres, afirmando que Ele fez tais obras em nome de Belzebu, o maioral dos demônios.
Trazendo à nossa realidade, este pecado se caracteriza quando alguém, que se declara cristão, deixa de acreditar na obra do Espírito Santo e confessa sua falta de fé através de palavras, sejam estas faladas ou escritas.
Muitos podem até estar cometendo este tipo de transgressão e nem se dão conta. É preciso uma auto-análise para que verifiquemos constantemente se não estamos faltando com o devido respeito à pessoa do Espírito Santo.
Somos responsáveis por nossas palavras e atos. O que dizemos e fazemos reflete nossa verdadeira natureza. Não há nada que saia de nossa boca que não estivesse antes em nossa mente. Precisamos, pois, vigiar nossa língua e nosso coração.

2 comentários:

  1. MUITO BOM! Eu acredito que Deus criou o homem e deixou o manual de instrução, a “BÍBLIA SAGRADA!” A bíblia é a divina revelação da palavra de Deus e não produtos enlatados, eu costumo dizer que: “As pessoas precisam parar de comer tudo o que dão. E começar a questionar! ” Alguém escuta alguma coisa de alguém, e saem falando, sem questionar, sem saber se é verdade ou não. As pessoas precisam se perguntar! Será que a minha crença esta de acordo com a lei de Deus? Será que a religião que eu nasci sempre me falou a verdade? Quando uma pessoa morre pra onde ela vai? Ela volta? A bíblia apóia o homossexualismo? Quem não herdara o reino de Deus? O que devo saber sobre idolatria, imagens e escultura? O que devo saber sobre o único batismo? Será que tem uma seqüência para salvação? A quem eu devo me confessar, quem pode me perdoar? Religião salva alguém? Essas e outras perguntas e respostas em:
    www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com
    Você pode dizer, eu já sou salvo amém! Vamos atrás de quem não esta, “Se você quer se dar bem com o mundo seja hipócrita, mas se você quer se dar bem com Deu seja verdadeiro!” divulgue este site, porque: “Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. E irão vagabundos de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda parte, buscando a palavra do Senhor, e não a acharão." ( Amós cap 8 ver 11 e 12 )Fale para outras pessoas, por que “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns têm por tardia: mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.” (II Pedro cap. 3 ver 8) e “Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo o homem. (I A Timóteo cap 2 ver 5 e 6)
    Seja sua bíblia, católica ou evangélica, aqui você vai tirar suas duvidas.
    www.aunicaverdadeemsuapropriabiblia.blogspot.com
    E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertara (João cap 8 ver 32) Se você tiver coragem de perguntar, a bíblia terá coragem de responder!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo disse...

    Qualquer coisa que um protestante diga sobre o assunto não pode ser provado pela tese que eles abraçam "Só a Bíblia."
    O protestante não tem como saber se pecou ou se está pecando contra o Espírito Santo. O protestante grita "Somente a Bíblia" e a Bíblia não define quais são estes pecados, tal como não ensina a votar, escolher as escolas dos filhos ou fazer aplicações financeiras. O protestante está amarrado pelo conceito que criou para si e para os demais. Somos julgados pelos critérios que estabelecemos para os outros. Quando um protestante diz "somente a Bíblia" está obrigando-se a este critério e como a Bíblia não diz quais são os pecados contra o espírito Santo o protestante está sem rumo. Os católicos como seguem o magistério da igreja, coluna e sustentáculo da verdade(Timóteo), podem saber quais são os pecados, assim definidos pelo catecismo da Igreja Católica.A Bíblia não é a única fonte de revelação. Se fosse, no mínimo a própria Bíblia dveria dizer de si mesmo algo nesse sentido. E não diz. Diz apenas que a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade. Ou seja, sem a Igreja a verdade não fica de pé. Os protestantes não tem como saber quais são os pecados contra o Espírito Santo e se alguém disser que leu em algum livro ou ouvir de algum pregador, estará obrigado a não acreditar pois toda e qualquer opinião protestante deve pautar-se pela Bíblia. Por isso se diz: "Bem aventurado aquele que não se condena naquilo que aprova."

    28 de agosto de 2011 19:03

    ResponderExcluir