segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

A Assombrosa Cegueira da Sabedoria Mundana


"O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência." [Provérbios 9:10].

         Na semana passada um artigo no jornal chamou minha atenção e, após ler, fiquei novamente admirado com aquilo que caracterizo como "ignorância instruída". Um novo estudo sobre a prática do ensino e da promoção da auto-estima em nossas escolas chegou à conclusão que eles obtêm pouquíssimos resultados. Na verdade, quando os pesquisadores entrevistaram presidiários, constataram que, em sua maioria, eles na verdade eram narcisistas e estavam bem satisfeitos consigo mesmos! Logicamente, isso vai contra a posição há muito tempo assumida que a baixa auto-estima é que leva a uma vida de frustração, à falta de realizações e, então, como conseqüência, ao comportamento criminoso. Os pesquisadores descobriram que aqueles indivíduos com elevada auto-estima são muito mais propensos a responder com agressão contra qualquer um que se atreva a criticá-los. O artigo também dizia que neonazistas e os valentões nas ruas e nas escolas — típicos de grupos que combinam extrema auto-estima com violência — demonstram amplamente o fato que uma (a auto-estima) não reduz a outra (a violência). O mais trágico sobre tudo é que, junto com muitas outras concepções errôneas sobre o comportamento humano, isso pode ser esclarecido por um estudo cuidadoso da Palavra de Deus — a Bíblia cristã. As Escrituras ensinam que o homem é uma criatura caída, egoísta e depravada bem no íntimo de seu ser. Ele está afastado de Deus por causa de sua natureza pecaminosa, que foi herdada do primeiro homem, Adão, a cabeça federal de toda a humanidade. Em seu estado, o homem está espiritualmente morto em ofensas e pecados (Efésios 2:1), é um escravo de Satanás (Efésios 2:2), é incapaz de compreender aquilo que se discerne espiritualmente (1 Coríntios 2:14) e não buscará a Deus (Romanos 3:11).
         A sociedade em geral continua em sua incapacidade de reconhecer que toda a humanidade, por natureza, tem auto-estima demais! Amamos a nós mesmos e esse princípio fundamental é revelado pela tendência universal de "procurar ser o número um". O egoísmo é inerente e não é um comportamento aprendido. A maioria de nós passa muitos anos tentando crescer e "jogar limpo" com os outros, em uma tentativa de superar nossos instintos mais básicos. Essa característica pecaminosa e desonrosa é um fato tão óbvio de nossa existência, que parece razoável concluir que todos deveriam estar cientes dela. Mas, a julgar pelo fluxo contínuo de pronunciamentos mal-orientados que saem da boca dos "especialistas", é óbvio que esse não é o caso!
         Outro exemplo dessa falta de lógica foi demonstrada quando John Stossel, um repórter do programa "20/20" da rede de televisão ABC admitiu que sempre tinha acreditado naquilo que lhe foi ensinado sobre os fatos que contribuem para as diferenças no comportamento de meninos e meninas. Há anos que os cientistas do comportamento insistem que essas diferenças são moldadas estritamente pelos fatores ambientais e que os arquétipos têm um grande papel no processo. Em outras palavras, eles acreditam que o comportamento agressivo dos meninos e a delicadeza das meninas são aprendidos. Porém, incontáveis gerações de pais poderiam ter poupado o tempo, o trabalho e os gastos que esses cientistas tiveram com suas pesquisas — pois há muito tempo já concluíram por meio do bom senso e da observação pessoal que esses comportamentos são puramente genéticos! A admissão de Stossel ocorreu durante uma reportagem sobre os resultados de um extenso estudo que provava conclusivamente que a teoria estava errada. Você pode acreditar nisso? — Outro fato "científico" come poeira! Mas acredito que o maior exemplo de má "ciência" é a Teoria da Evolução no que se aplica à origem das espécies. Muitos homens sinceros da ciência dizem enfaticamente que a humanidade (e tudo o mais) evoluiu a partir de basicamente nada para alguma coisa e que isso aconteceu ao longo de uma série de processos aleatórios que ocorreram ao longo de milhões de anos. Eles insistem que isso não é mais uma teoria, ou uma hipótese, mas um fato científico. Como um número muito grande de cientistas respeitáveis apóia essa visão, há muitos anos ela é ensinada nas escolas. Os criacionistas são alvos de zombaria por causa de suas crenças e sua posição é rejeitada por ser uma questão de fé, não da ciência. Mas a Evolução é a única explicação aceita por aqueles que negam a existência de Deus e os atos da criação — especialmente por que eles não têm uma resposta sólida, factual e inegável sobre a origem de toda a matéria. É uma questão de admitir que Deus criou a partir do nada ou agarrar-se à única alternativa.
         Em vez de entrar em um longo argumento contra a Evolução, o que está fora da abrangência deste artigo, queremos meramente destacar a extrema fé que é necessária para alguém adotar essa posição! A probabilidade de os processos aleatórios produzirem a vida (ou "alguma coisa" que a ciência ainda não pode explicar) é infinitesimal. Ela é literalmente indefinível e contraria qualquer senso comum. Porém, indivíduos que em tudo o mais são inteligentes e sensatos agarram-se tenazmente a essa fé e somos ofendidos quando nos atrevemos a questionar a validade dela.
         Se a evolução é realmente um fato científico, eles não devem ter problemas algum em provar e satisfazer o painel de cientistas reunidos pelo Dr. Hovind. O fato absoluto sempre se sobrepõe ao viés pessoal e tenho certeza que esses homens e mulheres são pessoas íntegras. Uma vez que eles autenticarem os dados, o Dr. Hovind fará o pagamento! Assim, para aqueles que podem provar que a Evolução é um fato, aqui está sua chance de ganhar um bom dinheiro e silenciar todos nós, os ignorantes e pouco sofisticados jecas cristãos.
        Os dicionários definem sabedoria de vários modos — aprendizado, erudição e até mesmo bom senso estão incluídos, mas prefiro a definição de um pastor amigo meu. Ele diz que sabedoria, como a encontramos expressa na Bíblia, é "ver as coisas do modo como Deus as vê". É esse maravilhoso bem que a Palavra de Deus nos exorta continuamente a adquirir na maior quantidade possível. O livro de Provérbios contém várias dessas exortações:
 
"O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos." [Provérbios 1:5].

"O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência." [Provérbios 9:10].

"Porque o SENHOR dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento. Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos. Escudo é para os que caminham na sinceridade, para que guardem as veredas do juízo. Ele preservará o caminho dos seus santos." [Provérbios 2:6-8].

"Pois quando a sabedoria entrar no teu coração, e o conhecimento for agradável à tua alma, o bom siso te guardará e a inteligência te conservará." [Provérbios 2:10-11].
"Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca." [Provérbios 4:5].

"A sabedoria é a coisa principal; adquire pois a sabedoria, emprega tudo o que possues na aquisição de entendimento." [Provérbios 4:7].

"Quão melhor é adquirir a sabedoria do que o ouro! e quão mais excelente é adquirir a prudência do que a prata!" [Provérbios 16:16].

         A partir desses versos, deve estar claro para nós que a verdadeira sabedoria envolve o uso correto do conhecimento. Mas o provérbio mais contundente de todos é sobre aqueles que buscam conhecimento meramente para fins educacionais e não se preocupam em usá-lo sabiamente — como vemos no seguinte:
 
"De que serviria o preço na mão do tolo para comprar sabedoria, visto que não tem entendimento?" [Provérbios 17:16].

         Alguém já disse que você pode pegar um tolo e educá-lo, mas tudo o que consegue obter com seus esforços é um tolo educado! Adolf Hitler vivia cercado de homens bem instruídos — vários deles tinham diplomas em cursos avançados — mas a história provou que todos eles juntos não possuíam senso comum suficiente para se igualar a um idiota mediano! Grande conhecimento sem a necessária sabedoria para usá-lo apropriadamente é uma maldição, não uma vantagem. A sabedoria humana deriva conclusões sem levar Deus em conta e, portanto, está condenada à eventual exposição como uma total inutilidade na melhor das hipóteses, e destrutiva, na pior. O "Terceiro Reich", de Hitler fez um grande estardalhaço no cenário internacional, mas sua destruição arrastou milhões de pessoas com ele — a maioria das quais foi enganada pela fé colocada em seus líderes saturados pelo ocultismo.
         Há muito tempo que um verso das Escrituras, encontrado em 1 Timóteo 6:20 me deixa intrigado:
 
"Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência." [1 Timóteo 6.20].

         É uma tendência natural para as pessoas respeitarem e seguirem aqueles que exibem aquilo que é visto como gênio intelectual e uma capacidade inata de liderança. Muitos de nós não foram abençoados com uma inteligência muito acima da média, de modo que gravitamos em torno daqueles que aparentemente possuem uma inteligência superior, dependendo deles para serem nossos líderes. Mas essa característica obviamente apresenta possibilidades perigosas e homens sem escrúpulos continuam a tirar proveito dela, causando muito sofrimento para a humanidade.
         A palavra grega traduzida como "conhecimento" no verso acima (1 Timóteo 6:10) é gnosis e é a palavra-raiz para "gnosticismo" — de acordo com a Bíblia, a crença errônea que a pessoa pode obter a vida espiritual por meio da busca do conhecimento. Ela é tão velha quanto o homem e, ao longo dos séculos, assumiu muitas formas, mas independente do nome atrás do qual ela esteja escondida, permanece sendo um veneno espiritual mortal para aqueles que são enlaçados por ela. A verdadeira iluminação espiritual não pode ser obtida por meio da investigação pessoal e do conhecimento adquirido. Essa mentira foi promovida primeiro por Satanás (surpresa, surpresa!!) em Gênesis 3:5 quando ele disse a Eva que comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal abriria seus olhos e ela seria "como deus". Mesmo no estado puro e perfeito em que vivia naquele tempo, Eva foi estimulada pela possibilidade de conhecer alguma coisa que estava proibida para ela. Satanás apertou exatamente o botão correto e, como um resultado direto da subseqüente desobediência de Eva, os homens pecadores têm desejado e ido atrás exatamente da mesma ilusão desde aquele dia até hoje. Os Illuminati, ou "os iluminados" são o ápice da pirâmide organizacional da Maçonaria e da Sociedade Rosa-Cruz e a religião deles é o gnosticismo.
         Daniel 12:4 diz:
 
"E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará."  Daniel 12.4

         Vários autores já observaram que estamos no meio de uma explosão do conhecimento e, com o advento do computador, o conhecimento científico tornou-se exponencial — ele literalmente dobra de tamanho em um período cada vez menor. Acredita-se que existam mais cientistas vivos hoje do que o total de todos os que já viveram no passado! Verdadeiramente, estamos vivendo em um tempo quando o conhecimento — a compilação das informações factuais — está cumprindo a profecia de Daniel. Mas, ao mesmo tempo, precisamos considerar cuidadosamente outro fenômeno que está se tornando um problema cada vez maior para a sociedade. A massacrante inundação de informações resultou no que está sendo chamado de "sobrecarga da informação" e, aparentemente, devido a todos os novos fatos e números a considerar, pronunciamentos estão sendo feitos que afetam grandemente as pessoas. Uma boa ilustração disso encontra-se no campo da medicina. Diziam que farelo de aveia era bom para reduzir o colesterol e milhões de pessoas correram para comprar um novo sucrilho para o café da manhã, porém mais tarde outro estudo contradisse essa idéia. Os remédios são aprovados somente para serem removidos do mercado após terem causado um "número inaceitável" de mortes. Vários procedimentos cirúrgicos são alternativamente elogiados e depois condenados. As questões monetárias estão basicamente dirigindo todo o negócio e a riqueza de novas informações está complicando a competição entre os grupos rivais. O público fica no meio do tiroteio, sem saber se deve comer farelo de aveia ou tomar a última pílula anunciada na televisão. Mas o simples fato que as opiniões das pessoas mudam de lado a cada novo acontecimento deve nos dizer alguma coisa! A percepção dos especialistas — sejam na medicina ou na política — é uma ferramenta poderosa nas mãos de qualquer pessoa que esteja determinada a fazer mau uso dela.
         Para que possamos resistir ao mal e às forças extremamente poderosas que estão trabalhando contra a sociedade, precisamos obter a sabedoria do alto.
 
"Na verdade é inútil estender-se a rede ante os olhos de qualquer ave."

         Em outras palavras, até os pássaros têm bom senso o suficiente para evitar uma rede quando eles a vêem sendo armada! Não devemos nós ter bom senso suficiente para manter nossos olhos abertos e observar as coisas que a Bíblia diz que estão para acontecer?
         Como acredito é o caso com a maioria das pessoas, respeito grandemente aqueles que usam a educação sabiamente em vez de permitir que ela os use. Mas preciso confessar ter uma atitude realmente ruim no que se refere à estupidez 'progressista' disfarçada de conhecimento. A conclusão ridícula que fatores ambientais determinam a diferenças entre meninos e meninas é um caso em vista. Quando pode alguém em sã consciência apresentar essa idéia de jumento, quando o bom senso e a observação claramente dizem o contrário? Muito freqüentemente esse tipo de coisa começa, como David Bay diz com relação à manipulação da opinião pública, quando um "especialista" respeitável pontifica sobre um assunto e as massas aceitam aquilo como verdade e sem questionar. A atitude "é assim porque o professor fulano de tal diz que é", é a maldição da academia! A não ser que os assuntos sejam minuciosamente dissecados e a capacidade de chegar à conclusões sábias transmitidas — o professor não ensinou de verdade. Meramente compilar o conhecimento por meio da memorização por repetição e aplicar testes não é educar. Obter informações específicas é agora mais fácil do que no passado, mas encontrar quem possua sabedoria e possa pensar "fora do caixote" está se tornando cada vez mais difícil por um sistema educacional controlado pelo governo, que está inclinado o promover a mediocridade por meio da uniformização.
        Como Provérbios 1:7 diz:
 
"O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento..."  Provérbios 1.7

        Provérbios 9:10 então completa o pré-requisito para a verdadeira educação dizendo:
 
"O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência."  Provérbios 9.10

         Conhecimento sem sabedoria para usá-lo corretamente é perigoso. Quando o governo dos EUA virou suas costas para Deus ao proibir que a Bíblia fosse ensinada nas escolas públicas, colocou o último prego no caixão e tocou o sino da morte para a educação no que se refere às massas. Milhões de estudantes perfeitamente inteligentes estão sendo submetidos a um currículo tortuosamente projetado para moldar seu pensamento, em vez de ensiná-los a pensar. O cientista russo Pavlov provou a validade do reflexo condicionado com suas experiências com cães. Um sino tocava cada vez que os cães eram alimentados, com a intenção de fazê-los associar o sino com a comida. Após um período de tempo, os cães começavam a salivar esperando a comida sempre que o sino soava — mesmo que não fossem alimentados depois. Hoje, nossos jovens estão sendo doutrinados, em vez de serem educados, e isso não é nada menos que reflexo condicionado. Uma ênfase desproporcional em habilidades sociais (incluindo o incessante mantra "sinta-se bem consigo mesmo"), questões ambientais extremistas e uma cosmovisão em que a soberania nacional é abolida "para o bem de todos os envolvidos" há muito tempo substituiu o ensino acadêmico em termos de importância relativa. Matérias que antes eram obrigatórias agora são ignoradas. Geografia, por exemplo, é raramente ensinada e os testes mostram que alunos de faculdade são em geral tão ignorantes a respeito do assunto que não conseguem associar cidades com países, muito menos localizá-los em um mapa! As capacidades de expressão verbal e de se comunicar pela forma escrita estão no nível mais baixo de todos os tempos — provando para qualquer pessoa com discernimento que alguma coisa está terrivelmente errada. O desenvolvimento intelectual dos líderes de amanhã está obviamente sendo limitado para garantir o nível adequado de docilidade e facilitar a manipulação quando tudo for virado de cabeça para baixo na Nova Ordem Mundial do Anticristo.


Autor: Pr Ron Riffe  

SITUAÇÃO DAS IGREJAS NOS DIAS DE HOJE ÚLTIMOS TEMPOS - PRINCÍPIO DAS DORES ​ ​ ​Irmãos, não há como fugir da situação ou fingir que na...